Saint Patrick´s Day Songs for Young Learners

shamrock made for
Leave a comment

Crianças aprendem se movimentando e cantando. Que tal aproveitar a data comemorativa para aumentar o repertório linguístico dos pequenos?

  1. Saint Patrick´s Day song for Children :https://www.youtube.com/watch?v=QUD5ULGBylY
  2.  Leprechaun Song: https://www.youtube.com/watch?v=_8RsQxKB2z0
  3. Five green Shamrocks: https://www.youtube.com/watch?v=gD57iU5Q7mE
  4. Couting with a Leprechaun: https://www.youtube.com/watch?v=eSvz1lkvih4
  5. Little Leprechaun: https://www.youtube.com/watch?v=BSJsP_EBhR4&list=PL1wrsEJEvZjZBlTM6u8diM71o2zyWFOfe
  6. G R E E N – https://www.youtube.com/watch?v=OzgY_S7rEoo
  7. Rainbow Song: https://www.youtube.com/watch?v=uTDJiPdz3L0

shamrock made for

 Acesse também – Oito Ideias para trabalhar Saint Patrick´s Day: 

http://madeforteachers.com.br/2014/03/saint-patricks-day-ideias/

Don´t panic! Dicas para professores iniciantes

Leave a comment

Estabelecer uma rotina e procedimentos nas primeiras semanas de aulas é uma das coisas mais importantes que você pode fazer pelos seus alunos pequenos.
Não falamos de uma rotina maçante sem surpresas e novidades. Falamos de uma rotina bem estruturada de aula que traga confiança e segurança aos alunos.

dontpanic

Crianças precisam de rotina. Não podemos esperar que elas saibam o que deve ser feito ou como esperamos que ajam.

É importante ter algumas ações bem claras antes de iniciar o ano:

1- Gostaria que meus alunos formassem fila? Em qual momento? Como gostaria que esta fila fosse formada? Para que finalidade? Terei uma música para sinalizar este momento para os alunos e isso se tornar automático? Quero uma ou duas filas? Onde quero que haja fila? Haverá um líder?

2 – Como eu gostaria que meus alunos sentassem em roda? Em quais momentos? Terei uma música para sinalizar para os alunos que é o momento de fazer a roda? Teremos uma rima?

3 – Onde estão os materiais? Terão autonomia para pegar o que precisam? Criarei esta autonomia neles? Como ensinarei a usar o material? Porque acredite, vão apertar o tubo de cola e lambuzar a mão até não poder mais.

4- Onde eles devem colocar as atividades quando terminarem? Deverão chamar o professor? Deverão colocar em cima da mesa e se dirigir para qualquer outra atividade?

5- O que as crianças farão quando terminarem uma atividade mas os seus amigos não?

6 – Postura na hora das brincadeiras. Terão combinados? Construirão combinados juntos?

7 – Ida ao banheiro. Haverá momentos para isso além do pedido que pode ocorrer no meio da aula? Os momentos de lavar as mãos estão bem definidos para eles? O uso da água e claro? Não jogar  papel no vaso sanitário também está claro? Como trabalharei com isso?

8 – Quando todas as crianças quiserem falar ao mesmo tempo, como prosseguir? As crianças que quiserem falar levantarão a mão? O que fazer quando todos quiserem participar da mesma atividade?

9 – Qual volume de voz que gostaria que meus alunos se comunicassem? Eu falo neste mesmo tom de voz? Em que momento é perfeitamente normal ter crianças mais agitadas e um tom de voz mais elevado?

10 – Como irei lidar com crianças que tenham momentos de explosão e raiva?

11- Como ajudarei meus alunos a serem mais pacientes? Como posso ser mais paciente com eles?

Podem parecer perguntas tolas. Mas já vimos muitos professores não conseguirem conduzir bem as aulas ou se sentir perdido porque esperava que estas respostas viessem já internalizadas pelas crianças.

As crianças precisam de combinados e regras claras. Você precisa saber o que esperar delas e solicitar de forma que entendam.

Por mais que professores de inglês estejam ali para ensinar o idioma, ele certamente esbarrará em outras questões. É importante ter em mente que por meio do idioma podemos ensinar muitas outras coisas. O idioma é apenas uma ferramenta. Não se aprisione a ela.

 

Halloween e Ciências – Combinação Perfeita – Part 2: Spiders

9780399229190
Leave a comment

Já tratamos aqui sobre morcegos e um jeito diferente de abordar o Halloween. Desta vez, falaremos sobre aranhas.

1. Are you afraid of? – Pergunte aos alunos se eles tem medo de aranhas. Caso a resposta seja afirmativa, pergunte o porquê. Diga aos alunos que aprenderão um pouco sobre estes animais. Você pode construir uma teia de aranha e dividi-la no meio. Um lado para Yes, I am afraid of spiders e o outro lado para No, I´m not afraid of spiders. Utilize papéis em forma de aranha, escrito Yes e No para colocar nos lados correspondentes. Este material pode ser utilizado para decorar a sala.

2. Leia sobre aranhas e histórias de aranhas.

Sugerimos aqui o livro The very Busy Spider do Eric Carle.

9780399229190

E o texto informativo sobre aranhas do Science. Kids: http://www.sciencekids.co.nz/sciencefacts/animals/spider.html

Se optar por vídeo:

Veja o que as crianças já sabem sobre aranhas. Deixe que levantem hipóteses.

3. Brinque com o tema aranhas. Disponibilizamos aqui dois jogos com esta temática;

1-Os alunos podem criar uma spider web com lã ou barbante. Eles devem ficar em círculos e jogar o novelo para o amigo e fazer uma pergunta para ele. O amigo responde, joga para outro amigo fazendo outra pergunta em inglês. Repetir o processo até que se tenha formado uma web.

2- Escolha uma criança para ser a pegadora, e portanto, a aranha. As outras são consideradas humanas. A aranha tenta pegar os humanos. Toda vez que alguém for pego, a criança deve sentar no chão, com as penas em V, encostando os pés no outro amigo pego. Toda vez que algum humano passar perto deles, eles devem tentar tocá-los para poder voltar a brincadeira. Quando terminar o jogo, retome: I could catch two friends. I couldn´t catch anybody.

4 – Crie com lãs ou outros materiais sua própria aranha. Os  alunos devem criar suas próprias aranhas com materiais que forem oferecidos a eles. E para tal, devem levar em consideração as características físicas que sabem aprenderam sobre elas.

5- Cante:

 

 

6 – Movimente-se: Pergunte para eles, se eles fossem uma aranha, como dançariam? Mostre vídeo de aranhas se locomovendo. Deixe que observem seus movimentos. Depois que eles criarem os movimentos de suas aranhas, mostre o video para eles:

Pergunte se os movimentos que pensaram foram iguais. Quais semelhanças encontraram nos movimentos, quais movimentos realmente são parecidos. Trabalhe conceitos como rápido e devagar.

 

 

 

Halloween e Ciências – Combinação Perfeita – Part 1: Bats

bat
Leave a comment

Por que não utilizar uma data comemorativa de forma inusitada?

No caso do Halloween, não precisamos bater na mesma tecla de bruxas, vampiros e fantasmas todos os anos.

Que tala falar sobre os morcegos? Além de serem animais que mexem com o imaginário da criança, é uma grande oportunidade para quebrar barreiras preconceituosas em relação ao animal.

bat

1. Trabalhe as características: o que comem, onde vivem, quando dormem, a qual grupo pertencem. Faça perguntas para os alunos para levantar dados sobre o que já conhecem sobre o animal e como reagem ao que foi propagado sobre ele. Você pode fazer um cartaz com crianças não alfabetizadas, e você ser o escriba: “O que sei sobre os morcegos/ O que gostaria de saber.

2. Brinque com a Ecolocalização: explique para seus alunos o conceito e brinque com eles. Jogo 1: Você pode vendar um aluno  que será o morcego e ele tem que chegar a um determinado ponto apenas com a orientação dos amigos. Jogo 2: Os alunos se escondem e o aluno que foi escolhido para ser o morcego tem que achá-los. As crianças que estão escondidas, devem emitir algum som em um tom não tão alto, para que o amigo “morcego” o localize.

3. Faça atividades de Arte ou Craft e peça para os alunos fazerem um texto explicativo sobre o que aprenderam sobre os morcegos. Não precisa ser um texto grande. Se for preciso, faça um de modelo sobre outro animal. Caso não haja tempo, eles podem fazer uma ilustração sobre o que aprenderam e escrever uma legenda sobre ela a explicando.

4. Cante sobre morcegos:

  • Bats, Bats, Bats – https://www.youtube.com/watch?v=r9y4r-VI_qY
  • Bat Echolocation: https://www.youtube.com/watch?v=Hr-Y2Tt8gFE
  • Fruit Bat: https://www.youtube.com/watch?v=bZdKvGWsi3Y

 

Site sobre Livro-álbum em língua estrangeira: Picturebooks in ELT

boat-story
Leave a comment

Sabe aquele momento em que você precisa escolher um livro ou tem dúvidas sobre qual material escolher?

Este site que indicaremos é feito para você: Picturebooks in ELT. 

A autora fala um pouco sobre os livros e ilustrações, fala também sobre como utilizar os livros em língua estrangeira.

Vale a pena acessar e ler com calma os posts feitos por ela.

Para acessar: http://picturebooksinelt.blogspot.com.br/2011/06/recommendation-2-smartest-giant-in-town.html.

boat-story

 

Canal Singing Games

kidsatschool
Leave a comment

Chega uma hora em que a gente fica cansada de trabalhar as mesmas músicas e brincadeiras com nossos alunos, não é mesmo?

Por conta disto, compartilhamos estas músicas que colocam nossos alunos para se mexerem e se divertirem além de aprender.

Tem tanta coisa boa neste canal Singing Games (veja o segundo vídeo, o link levará para o canal), que fica até difícil escolher o melhor.

Muita coisa boa para dar uma agitada e movimentada nas aulas.

Have fun!

Indicação Bibliográfica mês de Agosto – Mister Seahorse by Eric Carle

mr seahorse
Leave a comment

Este livro conta a história de um cavalo marinho-pai , Mister Seahorse, que toma conta de seus ovos enquanto seus filhos não saem. Enquanto ele faz essa tarefa, encontra outros animais aquáticos papais que possuem a mesma tarefa.
Além do livro ter uma ilustração linda e também tratar da questão do mimetismo (as crianças tem que achar os animais camuflados), também traz uma boa discussão sobre bebês e seus papais.
Ótima leitura!

Author: Eric Carle

Publisher: Philomel (January 1, 2004)

ISBN-10: 0399254900

ISBN-13: 978-039925490

mr seahorse

A escolha do ajudante do dia – Como enriquecer esta prática?

Leave a comment

Muitos professores adotam esta prática na Educação Infantil e no Ensino Fundamental 1.
Como podemos aproveitá-la para que nossas alunos tenham um rico momento de aprendizagem?
Propomos aqui algumas estratégias para que este seja também uma oportunidade para boas práticas pedagógicas.

1 – Descreva o ajudante em língua estrangeira.

My helper today is wearing blue pants. (O meu ajudante está vestindo calça azul). My helper has black hair (meu ajudante tem cabelo preto.) E assim por diante. Quando eles tiverem familiarizados com estas estruturas, comece a trabalhar com o inusitado. My helper today has two eyes. (Meu ajudante tem dois olhos). Por ficarem sempre na expectativa, uma frase tão óbvia gera risos e comentários do tipo: É claro, né?! O que é muito bom, porque você também aproveita para ver o quão estão concentrados, quebra a rotina e percebe o que já estão entendendo.

2- Deixe que os alunos descrevam o ajudante do dia.

Quando já estiverem familiarizados com a proposta 1, faça com que o ajudante do dia anterior, por exemplo, sorteie o ajudante daquele dia e o descreva para os amigos. Eles certamente copiaram o que você fez na estratégia 1. Por isso é importante ter coerência e padrão quando utilizá-la.

3- Escreva sobre o ajudante.

Se os alunos não forem alfabetizados, leia para eles o que você escreveu. Procure escrever frases curtas. Se os alunos são alfabetizados, o ajudante da aula anterior pode ler sobre o ajudante do dia. Os alunos devem tentar descobrir quem é.

4- Os alunos podem escrever sobre si para você sortear.

Os alunos escrevem sobre si e quando você sortear e ler as características, os alunos devem adivinhar quem está sendo descrito.

5- Os alunos escrevem sobre os amigos.

Sorteie quem escreverá sobre quem e certifique-se de que há um ambiente saudável e que não escreverão nada que possa ofender o amigo. Eles escrevem o que acham sobre ele, como eles são em sua visão. Utilize este material para descrever o ajudante do dia. Estipule o número de frases que podem escrever.

 6- Desenhe o ajudante e peça para adivinhar quem é comparando as características.

Esta estratégia é uma boa opção para quem tem alunos não alfabetizados. Desenhe o ajudante e os alunos devem adivinhar quem é comparando as características do seu desenho com o ajudante.

Você pode usar cada estratégia por dois meses ou até mais. O importante é trazer formas diferentes para a escolha do ajudante e fazer com que o aluno tire o maior proveito deste momento.

aluno helper